22 de jan de 2011

Pra onde vai a humanidade!



Tive a oportunidade incrível de assistir a esse filme, ele estava perdido no meio dos outros que temos aqui em casa.
Dê uma lida na sinopse do filme:

Após entulhar a Terra de lixo e poluir a atmosfera com gases tóxicos, a humanidade deixou o planeta e passou a viver em uma gigantesca nave. O plano era que o retiro durasse alguns poucos anos, com robôs sendo deixados para limpar o planeta. Wall-E é o último destes robôs, que se mantém em funcionamento graças ao auto-conserto de suas peças. Sua vida consiste em compactar o lixo existente no planeta, que forma torres maiores que arranha-céus, e colecionar objetos curiosos que encontra ao realizar seu trabalho. Até que um dia surge repentinamente uma nave, que traz um novo e moderno robô: Eva. A princípio curioso, Wall-E logo se apaixona pela recém-chegada.


Lendo essa sinopse você poderá pensar se tratar de um romance bobo entre dois robôs, mas não! Cada cena do filme pra mim era como se eu tivesse recebendo um presente sabe! Pode parecer besteira o que eu estou dizendo, mas pude absorver coisas muito ricas nesse filme!
O que me chamou mais atenção na proposta do filme, foi a de que o ser humano a cada dia que passa se afasta mais do que deveria ser, ficamos acomodados em nossos mundinhos, e não queremos de forma nenhuma nos incomodar com o que se passa fora dele.
É muito triste assistir a humanidade trilhar esse caminho tão fútil. Ainda bem que não está tudo perdido. Porque conheço algo que pode mudar a direção de tudo isso, e graças a Deus por isso! E esse algo, ou melhor, esse alguém se chama Jesus Cristo, o único que pode dar sentido real a vida do homem!
Se você não o assistiu ainda, assista!
Garanto que vai gostar ...
Abraços

Um comentário:

  1. Olá esta muito interessante seu blog, temos basicamente a mesma filosofia de trabalho { divulgar a palavra de Deus) quero te convidar para conhecer nosso blog, e se gostar pode seguí-lo, abraços em Cristop!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar em meu blog!
Fique a vontade para se expressar.
Abraço!